xitizap # 24

réplicas de sismos

riscos hidrodinâmicos

intranquilidade nuclear

tormentas em Koeberg

crocs de Timor

rapidinhas

 

 

acredite em quem quiser

 

 

Eu e um pesadelo Google

 

 

não sei se foi por causa dos sismos, ou dos alertas nucleares, mas ontem tive um pesadelo de grande magnitude.

 

Tanto quanto consigo lembrar-me a cena andava à volta do Google, listagens de pesquisas e algoritmos travestidos.

 

Tamanha era a esquizoidia que me atravessava o sono que, imaginem vocês, cheguei a sonhar que, para além das conhecidas e documentadas censuras que o Google já fazia pela China, França e Alemanha, o polvo passava agora a importar-se com o minúsculo xitizap.

 

Mais concretamente com uma página do xitizap # 23 que abordava o modo como a KPMG lançou os resultados financeiros da HCB na eloquente pesquisa As 100 Maiores Empresas de Moçambique (2004).

 

Recordo-me ainda que, entre diabretes e mitómanos, no pesadelo eu brandia cópias de listagens Google sobre pesquisas tipo “kpmg hcb”, “kpmg cahora bassa”, “kpmg Moçambique”, etc, etc, e que nelas xitizap aparecia sistematicamente em primeiro, ou nos top 3, entre mais de 500 resultados – e sem que se escolhesse o português como o linguajar da pesquisa.

 

Tudo isto acontecia 2 ou 3 dias depois de xitizap # 23 ter saído online (Feb 5, 2006).

 

Contudo, e fast forwarding o pesadelo, duas semanas depois, ao invés de perenidade, eu já só visualizava mordaças Google suprimindo toda e qualquer referencia à página . E, contra o que seria um costume de três anos, o Google nem sequer a listava como existente.

 

Do pesadelo, recordo ainda a inimaginável possibilidade de ser verdade o que alguns analistas sugerem quanto à selectiva supressão que o Google faz sob pressão de maquiavélicos interesses corporativos - o que, como toda a gente séria sabe, é uma oficialíssima inverdade.

 

Não só porque o Google é uma respeitável empresa com 300 biliões de dólares de capitalização bolsista, e íntimas relações contratuais com a venerável KPMG, mas sobretudo porque, ao contrário dos velhos monstros que durante anos dominaram a Internet e o mercado de software, a ética Google é a ÉTICA na net – o resto é conversa de irresponsáveis, possivelmente envenenados pela Microsoft e outros monstros da concorrência.

 

Difusamente embora, vem-me agora à imagem a parte final do pesadelo na qual dois bilionários querubins, de bata imaculadamente branca e ar de Messias, seraficamente sorriam dizendo: vê lá se queres levar tau-tau … e ser absolutamente suprimido do Google.

 

Como não quero, retirei-me do absurdo foto-montado.

 

josé lopes

 

março 2006

 

ps – e só mesmo por miserável perfídia alguém pode imaginar que o Google não responde aos e-mails que lhe mandam.

 

 

 

dias depois do post acima ...

 

hoje, 27 março 2006, por volta das 07:00 pm locais,

 

o Google repôs verdade num listing de xitizap.

 

Thanks Google.

 

Mas também gostava de saber porque razão vossa foi suprimida a página USD 833 milhões (xitizap # 23) durante mais de 3 semanas.

 

espero que um dia destes me expliquem.

 

josé lopes

 

hoje,

 

o Google lista (e repõe) alguns outros resultados

 

sobre xitizap

 

março 27, 2006

 

foto-montagem de um pesadelo

 

exemplo de resultado 2 ou 3 dias de xitizap # 23 ter saído online.

 

Duas semanas depois, USD 833 milhões (@ xitizap) era suprimido das listagens Google.

 

… muito antes de o site ter sido refrescado com xitizap # 24 (março 15, 2006)