xitizap # 22

dezembro 2005

rapidinhas

xitizap # 22

Cahora Bassa: um bom acordo

o valor da HCB

Arquimedes e o Zambeze

Dr. Strangelove na Mozal

mundo ao avesso

rapidinhas

 

Nova Administração EDM

 

O Governo de Moçambique decidiu não renovar o mandato do Conselho de Administração que há mais de 11 anos liderava a Electricidade de Moçambique (EDM).

 

Manuel Cuambe, um experiente engenheiro “da casa”, foi designado como o novo Presidente do Conselho de Administração da empresa, e já seleccionou os membros que constituirão a nova Administração da EDM.

 

xitizap saúda a nova administração EDM e deseja-lhes os melhores êxitos.

 

 

Central Nuclear de Koeberg (África do Sul)

 

três paragens em 12 dias

 

Significativos blackouts têm vindo a afectar a zona de Cape Town na sequencia de sucessivas paragens da Central Nuclear de koeberg – a única em África. Numa altura em que um dos dois reactores nucleares se encontrava em trabalhos de manutenção planeada, a Central Nuclear de Koeberg foi por duas vezes obrigada a sair da rede Eskom - nos dias 11 e 16 Novembro 2005.

 

Embora a Eskom tenha informado que essas duas paragens de Koeberg se deveram a problemas ligados ao sistema de transmissão, um comunicado de imprensa da empresa refere que a terceira paragem (23 Novembro 2005) resultou de uma paragem controlada decidida após se ter detectado que “a concentração química no sistema de injecção de segurança estava ligeiramente abaixo das especificações.”

Ainda segundo a Eskom, a paragem controlada do reactor nuclear é um procedimento standard neste tipo de situações e visa não comprometer a segurança, tal como prescrito nas condições de licenciamento da Central Nuclear de Koeberg. No mesmo comunicado a Eskom anunciava que a concentração química já havia retornado às condições de especificação e esperava que o reactor fosse sincronizado com a rede nos próximos dias.

Entretanto, numa altura em que prosseguem as discussões quanto à segurança e viabilidade dos pacotes nucleares PBMR, boa parte da comunidade de Cape Town, e não só, tem vindo a fazer pressão sobre o governo sul-africano no sentido de serem apresentados planos de contingência que incluam a evacuação da zona (cerca de 4 milhões de pessoas) em caso de desastres.

 

 

BHP Billiton e Eskom

discutem tarifas para nova extensão Mozal

 

Citado pela Engineering News, Alex Vanselow, o presidente do grupo Alumínio da BHP Billiton, anunciou há dias que estavam já concluídos os estudos sugerindo a viabilidade de uma nova expansão da Mozal (Mozal 3) - a ocorrer durante 2009 caso sejam bem sucedidas as negociações com a Eskom relativamente aos contratos de fornecimento eléctrico de longo prazo.

 

Alex Vanselow referiu que a BHP Billiton negociaria tarifas eléctricas que permitissem a todos os intervenientes usufruírem de margens satisfatórias. Para além dos actuais 900 MW que a Mozal importa da sul-africana Eskom, a BHP Billiton havia anteriormente referido que necessitaria de 500 MW adicionais para a Mozal 3.

 

Recorde-se que, durante o ano financeiro 2005, a Mozal atingiu uma produção primária de alumínio na ordem de 550,000 toneladas. A nova expansão Mozal 3 permitirá à empresa BHP Billiton adicionar mais 250,000 tpa ao seu portfolio alumineiro do Índico.

 

Text Box: combustíveis no Zimbabwe - valores

in Savana

 

Central Nuclear de Koeberg (África do Sul)

 

3 paragens em 13 dias

xitizap

é uma iniciativa editorial privilegiando a energia e a sustentabilidade ambiental

… a divulgação da astronomia, e outros tópicos da ciência popular

 

nota sobre " usos justos "

 

esta webpage poderá conter imagens e citações sujeitas a direitos de autor, cuja utilização não haja sido especificamente autorizada pelo proprietário desses direitos. XITIZAP torna esta webpage disponível na tentativa de fazer avançar o entendimento da sustentabilidade ecológica e outras questões de justiça ambiental. XITIZAP considera que isto constitui uma utilização justa do material sujeito a direitos de autor tal como prescrito nas secções relevantes das leis planetárias.

Contudo, se porventura XITIZAP houver utilizado involuntariamente qualquer material sujeito a direitos de autor, solicita-se ao detentor desses direitos que traga o assunto à nossa consideração por forma a que o devido reconhecimento seja feito.

Caso V. Excia. queira utilizar materiais eventualmente sujeitos a direitos de autor para propósitos que ultrapassem um "uso justo", deverá então obter permissão por parte do detentor desses direitos.

xitizap   -  outras janelas

click e abra

Text Box: 21