Mphanda Nkuwa unplugged

 

Se a construção desta mega-barragem estivesse iminente, a coisa seria arrepiante.

 

E arrepiante porque o recente EPDA1 desta extemporânea Mphanda Nkuwa uma vez mais ajuda a expor a ligeireza que, cada vez mais frequentemente, vai enformando o marketing oficial de alguns paquidérmicos projectos eléctricos – de geração, como neste caso Mphanda Nkuwa, ou de transmissão como no folhetim CESUL 765 kV.

 

Na verdade, anos e anos de milionários gastos depois, é confrangedor constatar que, em termos práticos, este EPDA e os Termos de Referência agora propostos para o subsequente Estudo de Impacto Ambiental (EIA) sugiram a necessidade de um regresso à estaca zero em Mphanda Nkuwa.

 

É pelo menos o que deduzo quando revejo as recomendações a propósito de tópicos basilares na concepção e engenharia de grandes obras hidroeléctricas: hidrologia, geologia e sedimentologia, para citar apenas alguns. E basta reparar no teor da infinita série de adicionais estudos agora recomendados (veja alguns extractos nesta edição: take #1, take #2, take #3) para se concluir que o vazio cognitivo que actualmente caracteriza o putativo empreendimento é, a par do seu não-mercado, uma das suas questões fatais.

 

Felizmente ainda vamos em 2009, pelo que não virá grande mal à navegação hidroeléctrica no Zambeze que, com mais de dez anos de antecedência e agora à custa de promotores que não o Estado, se vá enriquecendo as já vastas prateleiras Mphanda Nkuwa com trabalhos que, aí por volta de 2020, permitam uma tranquila reavaliação da oportunidade da mega-barragem.

 

josé lopes

 

setembro 2009

 

1 EPDA – Estudo de Pré-Viabilidade Ambiental e Definição do Âmbito

 

leia 550+ páginas dos 2 mais recentes relatórios Mphanda Nkuwa (julho 2009) aqui:

 

o EPDA e os TDR do EIA versão integral PDF

 

www.impacto.co.mz/relatorios.html

xitizap # 49

Mphanda Nkuwa unplugged

take # 1 - hidrologia

take # 2 - geologia

take # 3 - sedimentos

Richter e os Megawatts

soltas

 

 

 

Nota (abril 2010):

 

Mphanda Nkuwa e Estudos Ambientais 2009

 

Os links da Impacto (consultora ambiental) e da HMKN (promotora) apostos nesta edição xitizap # 53 deixaram de funcionar.

 

Mas como pode ir continuando a ser  necessário a re-consulta, xitizap cede 25 dos seus MBs, e passa a disponibilizá-los em PDF

 

EPDA (complete, 24 MB)

 

futuros ToR EIA

 

 

click & leia