design de Libeskind seleccionado para o WTC

by B.J. Novitski

 

a 27 de Fevereiro 2003, a Lower Manhattan Development Corporation (LMDC) seleccionou o Studio Daniel Libeskind e o seu muito aplaudido design como guia para a reconstrução do local do World Trade Center em New York.

 

A submissão de "Memory Foundations" pelo arquitecto polaco-americano emergiu de um concurso que durou muitos meses, envolvendo alguns dos mais conhecidos arquitectos do mundo, e que inspirou um vivo, e frequentemente rancoroso, debate público. Embora o debate esteja longe de ter acabado, tudo indica que existe agora um quadro a partir do qual se poderá desenvolver um plano de reconstrução a longo prazo.

 

O original design de Libeskind, revelado em Dezembro 2002 a par das propostas de outras seis equipas concorrentes, inclui várias características que merecem distinção. Ele propõe uma torre de vidro com uma antena no topo que permite atingir a altura de 541 metros, ou seja 1776 pés (um número em tributo ao ano da Declaração de Independencia dos EUA).

Se construída, a torre será o mais alto edifício do mundo.

 

A sua proposta original incluía igualmente um jardim memorial cujo afundamento permite deixar em aberto as marcas das duas torres caídas, e deixar exposta uma "slurry wall" em cimento com 21 metros de profundidade abaixo do nível da rua que havia sido construída como enrocamento durante a construção do WTC. Esta exposta parede é agora uma inspiração para os visitantes e um símbolo de resistencia para as famílias das vítimas.

 

A combinação de edifícios altos com memórias afundadas funciona como a âncora do design de Libeskind na resposta aos desejos contraditórios entre o construír em altura (como símbolo de resiliencia) e o deixar o local tal como ele ficou após as escavações (como perservação da memória dos muitos mortos que ali foram encontrados.

 

O plano de Libeskind é intencionalmente leve quanto aos detalhes do memorial já que, em breve, esta construção será objecto de um outro concurso internacional.

 

Uma terceira característica de interesse é a Cunha de Luz (Wedge of Light), uma praça que foi concebida para, a 11 de Setembro dos futuros anos, não ser sujeita às sombras dos edifícios adjacentes entre as 8:46 am (hora do embate do primeiro avião) e as 10:28 am (hora do colapso da segunda torre).

 

segundo Liebskind, "aqui o Sol brilhará sem sombras, em perpétuo tributo ao altruísmo e coragem."

 

Memory Foundations

 

por Daniel Libeskind

 

Cheguei a New York de barco, como imigrante, e tal como para milhões de outros antes de mim, a minha primeira visão foi a da Estátua da Liberdade e da espantosa linha dos céus de Manhattan.

 

Quando comecei este projecto, os nova-yorkinos estavam divididos quanto a se se devia manter  o local do World Trade Center vazio ou se ele devia ser completamente aterrado e construído.

 

Durante muitos dias, meditei sobre esta dicotomia que me parecia impossível.

xitizap # 15

proliferação nuclear

lenha a $ 80

mozal micoa

nikkormat

arquitectura 9/11

340ml Moçambique

links & downloads